Parte II: Hvar

O ROTEIRO

Dia 1 – Zagreb -> Zadar. Dia em Zadar.

Dia 2 – Zadar-> Lagos Plitvice -> Zadar.

Dia 3 – Zadar -> Krka Park -> Zadar.

Dia 4 – Zadar -> Split -> Hvar.

Dia 5 – Hvar.

Dia 6 – Hvar.

Dia 7 – Hvar.

Dia 8 – Hvar -> Split -> Dubrovnik.

Dia 9 – Dubrovnik.

Dia 10 – Dubrovnik.

Dia 11 – Dubrovnik -> Bari (Itália)

Dia 4 – Zadar -> Split -> Hvar

Acordamos cedo com o coração apertadinho de deixar Zadar mas ansiosos em conhecer o principal destino da Croácia: A ilha Hvar.

Saimos da Old Town, pegamos o transporte público até a rodoviária (10 kunas cada pessoa) e de lá pegamos um ônibus para Split (compramos as passagens pelo mesmo site voznired.akz.hr). A viagem durou cerca de 3h30min e pagamos mais ou menos 15€/112 kunas por pessoa.

Chegamos em Split por volta das 13:00hrs e tínhamos comprado a ferrie para as 14:20hrs. Foi o tempo perfeito de poder andar pelo porto, almoçar e sentir o astral de Split. Almoçamos perto do porto  um peixinho com batatas, bem saboroso. Infelizmente não tivemos tempo de passar um dia em Split e com isso a cidade foi puramente estratégica. Em frente à essa cidade, no mar Adriático, muitas ilhas paradisíacas estão disponíveis: Hvar, Vis, Brac, Korcula e entre outras.

Se tiver um tempo, super recomendo explorar Split! Vale a pena dar uma passeada pela Old town e conhecer os monumentos como a Catedral de São Domingos e a estátua de Gregório de Nin.

A rodoviária fica na mesma rua do porto, o que nos poupou tempo de deslocamento rodoviária->porto. Você anda minutos até sair da rodoviária e chegar na ferrie. Compramos a ferrie Split para Stari Grad aproximadamente 80 kunas ou 11€  pelo site da Jadrolinija , mas vimos muitas pessoas comprando os tickets na hora. A ferrie é bem grande, suporta bastante gente e até carros! De Stari Grad para Hvar town pegamos um ônibus em frente à estação de embarque (25 kunas cada pessoa) com duração de 30 minutos.

Há também a possibilidade de sair direto em Hvar town, mas a ferrie é menor e os tickets já estavam esgotados. A viagem teve duração de 2 horas mas aproveitamos para descansar, ler e até comer uns snacks que podiam ser comprados no bar, além de aproveitar a vista maravilhosa do mar em direção à ilha. A ferrie tinha tipo um lounge com sofás e mesas para quem quisesse fugir do vento no deck.

Pisando em Hvar eu já me apaixonei pela ilha. Assim que chegamos fomos deixar nossas coisas no hotel e partimos para a praia mais próxima. O nosso hotel foi o Pharos Hotel, MUITO bem localizado e na época em que fomos (verão europeu 2015) o preço era super acessível. Pagamos €364 para 4 noites. Hoje, no entanto, o hotel passou por uma grande reforma,se encontra novinho em folha e agora eles cobram cerca de €190 por noite em alta temporada. O preço é um pouco salgado, mas durante o verão a ilha é cara mesmo. Outra opção seria o AirBnb ou então alugar um Apartamento igual fizemos em Zadar.

O centro da ilha em si é muito pequenininho e pelo fato das ruas serem muito estreitas e cheias de escada só nos deixa com uma opção de locomoção: a pé. Por isso é importante levar em consideração a altura do seu hotel para que não fique desmotivado(a) em subir e descer escadas toda hora. Saindo do hotel, descemos para o centrinho (o hotel ficava um pouco acima do nível do centro) e fomos explorar.

Ficamos um pouco na praia mais em frente ao nosso hotel e fomos andar pela ilha à procura de uma agência de viagens para comprar o  passeio para a Blue Cave + Green Cave + Ilha Paklenique é o grande e imperdível passeio de Hvar, logo para o dia seguinte.

img_8701

Ficamos encantados com a vibe da ilha. Cheio de turistas, jovens, barcos, beleza natural, águas claras, temperatura ideal, tudo maravilhoso. O bar Hula-Hula é o mais famoso da ilha e concentra pessoas jovens, animadas e djs com programações intensas durante o verão. Esse bar é mais um fim-de-tarde-bar onde todo mundo se encontra depois de pegar uma praia e antes de ir para a noitada.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Eu simplesmente me apaixonei por esse bar e voltei nele todos os dias depois dos passeios e antes de jantar.

Jantamos no restaurante chamado Delfin Sports Bar & Grill mais pela vibe do lugar do que pela comida. Tinha muita gente assistindo jogo e dava para ver o movimento do porto. Acabou que comemos um hambúrguer delicioso e voltamos satisfeitos para o nosso hotel.

restaurante

Dia 5- Hvar. Passeio da Blue Cave  + Green Cave + Pakleni Islands

Acordamos cedo pois tínhamos que estar na lancha às 9 da manhã. O passeio dura o dia inteiro, das 9-5:30pm, e pagamos 550 kunas (mais ou menos 73 euros) por pessoa. O preço assusta um pouco mas vale muito a pena. Como já disse antes, compramos o passeio no dia anterior em qualquer agência de viagens (tem várias fazendo propaganda desse passeio no porto ou no centrinho).

 O dia estava lindo e eu e Mat pegamos um ótimo lugar na lancha (que tinha capacidade para 8 pessoas) e o motorista já foi nos levando para a Blue Cave.

DCIM113GOPRO
A caminho da Blue Cave

A Blue Cave fica localizada na Ilha de Biševo e é situada bem no meio do arquipélago Dalmaciano, 5km da Ilha de Vis. Assim que chegamos lá já ficamos encantados com a cor da água da ilha.

DCIM113GOPRO

Devido ao tamanho da entrada para a caverna e por questões de preservação ambiental, as lanchas não são autorizadas a fazer esse passeio para dentro da Blue Cave. Com isso, todos os passageiros tem que comprar o ticket, de 30 kunas (4 euros), e ir com a lancha apropriada para o passeio. Infelizmente o tempo que passamos dentro da Blue Cave foi muito curto e o nado não era autorizado. Mas, mesmo assim, a caverna é linda de morrer.

É um azul impressionante e a água é muito transparente. A caverna em si é pequena e escura, o que deixa tudo mais especial. Foi de tirar o fôlego!

Depois da Blue Cave fomos para minha praia preferida: Praia Stiniva na ilha de Vis. Ela é escondida entre as pedras e tem apenas trinta metros de largura, mas para mim, foi a mais linda. Olha só as fotos e a cor da água:

Nessa última foto da pra ver como essa praia é escondidinha. Eu e Mat comemos uns petiscos no bar e bebemos uma cervejinha. Não me lembro o preço exato mas não era nada absurdo. Super recomendo (exatamente por ter uma vista como esta).

DCIM113GOPRO
Nadando na praia Stiniva

Depois de curtir muito fomos para a Green Cave. Lá as lanchas podem entrar sem problema porque a caverna é muito maior do que a Blue Cave e o nado é permitido.  No dia em que fomos passear na  Green Cave a mesma estava com uma cor bem azul, como se pode ver pelas fotos, e nadar lá foi sensacional.

DCIM113GOPRO
Nadando na Green Cave

Depois, para finalizar o passeio, fomos para uma das praias das ilhas Pakleni chamada Palmizana (a mais famosa), uma ilha cheia de opção para comer e relaxar. Ficamos até meio perdidos no meio de tantos restaurantes gostosos, mas vale ressaltar que o  preço já é um pouco mais caro do que o de costume. Terminamos o passeio de uma maneira maravilhosa!

Esse dia foi o ponto alto da nossa viagem à Croácia, com certeza.

Chegando do passeio fomos para o bar Hula-Hula ver a tarde morrer e depois passeamos pelo centrinho procurando um bom restaurante para acabar o dia. Super recomendo o restaurante Posteni, localizado bem na praça central. Dá uma olhada no site deles e se delicie com as opções de comida: http://www.posteni.com/

 

Dia 6 – Hvar. Ilha Milni e Zidrilca + Ilha Jerolim 

O dia amanheceu maravilhoso e lá fomos nós para mais um passeio inesquecível. Nosso dia foi dedicado a conhecer mais ilhas do arquipélago croata, o maior do mar Adriático e o segundo maior do Mediterrâneo, perdendo apenas para o arquipélago grego. 

Pegamos um taxi boat para a ilha de Milni + Zidrilca no porto (em frente à praça central) e pagamos 40 kunas pela viagem de ida e volta, cada um. A viagem de Hvar até a ilha de Milna durou 10 minutos e existe taxi boat a cada 15/20 minutos durante o verão. Chegamos na ilha cedo, por volta das 9:30/10:00, e alugamos uma barraca e duas cadeiras bem em frente ao mar. Começamos pela praia de Zidrilca e ficamos encantados.

A água era cristalina e a ilha estava bem calma, praticamente somente para mim e Matheus. Tive a impressão que estava realmente em um paraíso. Preparamos uns pãezinhos para comer durante o dia e consumimos sucos e cervejas lá na praia.

DCIM113GOPRO
Nadando na praia de Zidrilca

Depois de algumas horas curtindo essa praia, fomos andando por uma rápida trilha até chegar na praia de Milni (no outro lado da ilha). Lá estava tão vazio quanto em Zidrilca, mesmo sendo mais tarde e tendo mais espaço, e estava igualmente maravilhoso.

A água era estupidamente transparente mas pelo motivo da praia ter uma profundidade maior eu tive a impressão de que era mais azul.

Como o dia rende bastante no verão, ainda tivemos tempo de conhecer outra ilha chamada Jerolim, muito famosa por ser de nudismo. Voltamos de taxi boat até o porto e de lá pegamos outro taxi boat para a ilha Jerolim. O preço foi o mesmo, 40 kunas ida e volta por pessoa o tempo de viagem foi somente de 5 minutos.

Chegando na ilha fomos comer no restaurante AMO, super relaxante e com uma vista espetacular. Super recomendo. Eles não possuem website mas possuem uma página no facebook onde eles mostram todos os pratos e programações a vir. Eles organizam várias festas na ilha também, vale a pena ver: facebook page .

DCIM113GOPRO
Almoçando no restaurante Amo

Como disse antes, essa é uma ilha de nudismo, mas muitas pessoas não se sentem confortáveis em tirar as roupas e não tem problema algum em curtir a ilha com sua roupa de banho. Eu e Mat achamos um cantinho no meio das pedras e curtimos como se a ilha fosse só nossa. A água é de um azul maravilhoso e a ilha tem uma beleza própria. Por mim eu não saia de lá nunca.

Ficamos lá até o pôr do sol por volta das 9 da noite. Voltamos para o centrinho para organizar nosso próximo dia e compramos o passeio para a famosa praia Zlatni Rat, na ilha de Bol. Após um dia muito intenso compramos pães, pastinhas e vinho (no supermercado no centro) e acabamos aproveitando o resto da noite na nossa varanda do hotel.

Dia 7- Praia Zlatni Rat, em Bol, ilha de Brač

Bol é uma cidade da Croácia às margens do Mar Adriático, na ilha de Brač, que é muito famosa por sua praia Zlatni Rat, em português “Chifre Dourado”. Como disse anteriormente, compramos os tickets para o passeio no centrinho um dia antes, mas vimos muitas pessoas comprando na hora também. Foi em torno de 300 kunas, aproximadamente 40 euros com almoço incluso (você pode escolher entre peixe, frango ou salada para vegetarianos). A ilha fica relativamente longe de Hvar town, 1 hora de distância, e o almoço é servido ainda no barco à caminho.

Esse é outro passeio indispensável a se fazer na Croácia. A praia apresenta uma geometria incrível! Você pode encontrar o mar em diversas direções e em diversas cores de azul. A vista de cima é ainda mais surpreendente, olha só:

Image result for zlatni rat
Foto do site: http://exchange.ifmsa.org/exchange/explore/nmo/1069

O centrinho da cidade fica somente a 2 km da praia e se tiver com tempo eu recomendo a dar uma passadinha por lá. A ilha é super charmosa e tem diversas opções de bares e restaurantes.

Infelizmente como fizemos bate-volta e tínhamos horário marcado para volta, não tínhamos todo o tempo do mundo. Chegamos na ilha por volta das 11 e saímos por volta das 17, mas foi o suficiente para nadar e aproveitar a praia e o sol.

No passeio da volta, eu e Mat fomos no deck para curtir a beleza do Mar Adriático e as montanhas da Croácia. Não tem como não se apaixonar por esse país, sério.

DCIM114GOPRO

Chegando ao centro novamente, fomos passear pelas ruelas, nos deslumbrar com os iates parados no porto, ver o pôr do sol e comer na praça principal.

Infelizmente aquela era nossa última noite em Hvar e o sentimento de saudades já estava forte. Voltamos para casa só à noite depois de muito passear. Nossa ideia era ir para a festa mais famosa,na ilha Stipanska, chamada Carpe Diem (mais informações no site)  mas a exaustão não nos deixou.

Passamos só para curtir um pouco no Kiva Bar (site) , outro bar badalado na ilha, só para não dizer que não curtimos a noite croata, e estava LOTADO de gente. Música boa, multidão dentro e fora do bar (é muito comum as pessoas fazerem festa nas escadas próximas ao bar) e muita gente jovem.

Como se sabe, Hvar é destino para baladas boas e muitos cruzeiros jovens. Basta ver as variadas opções de cruzeiros pelo site do Sail Croatia para se animar: site .

Podemos dizer, com certeza, que Hvar surpreendeu todas as nossas expectativas. Espero que vocês tenham gostado até agora! Próximo post vamos falar sobre Dubrovnik, nosso último destino.

Beijos da Paulinha 😉


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s