Parte III: Dubrovnik

Fala pessoal!

Nesse post finalizamos o relato sobre a Croácia, esse país que nos deixou apaixonadas! Passamos os últimos dias em Dubrovnik e foi incrível!

O ROTEIRO

Dia 1 – Zagreb -> Zadar. Dia em Zadar.

Dia 2 – Zadar-> Lagos Plitvice -> Zadar.

Dia 3 – Zadar -> Krka Park -> Zadar.

Dia 4 – Zadar -> Split -> Hvar.

Dia 5 – Hvar.

Dia 6 – Hvar.

Dia 7 – Hvar.

Dia 8 – Hvar -> Split -> Dubrovnik.

Dia 9 – Dubrovnik.

Dia 10 – Dubrovnik.

Dia 11 – Dubrovnik -> Bari (Itália)

Dia 8 – Hvar -> Split -> Dubrovnik

O dia começou triste com a despedida da ilha de Hvar mas tudo melhorou quando estávamos à caminho de Dubrovnik. Pegamos a ferrie da Jadrolinija Hvar town -> Split por volta das 11 da manhã (pagamos 40 kunas cada um) e chegamos em Split por volta do meio dia. Vale a pena conferir se existe a possibilidade de sair de Hvar town e ir direto para Dubrovnik durante os meses de alta temporada. Almoçamos perto do porto mesmo e fizemos hora até o nosso ônibus chegar por volta das 2:30/3:00 da tarde.

Os tickets do  ônibus  Split->Dubrovnik foram comprados com antecedência no site getbybus.com. Entretanto, como existem muitas companhias de ônibus fazendo esse trajeto, é muito tranquilo comprar na hora. Pagamos cerca de 120 kunas (16 euros) cada um.

A viagem de Split até Dubrovnik de ônibus demora 4:30,5 horas de viagem pelo litoral, e é maravilhosa. Existe a opção de ir pelas estradas de dentro, com menos paradas, a fim de encurtar a viagem, mas eu não recomendo. Viajar pelo litoral é de tirar o fôlego com as paisagens montanhosas misturadas com a água azul da  Croácia. Sem contar que você acaba passando por dentro da Bósnia! Como pode-se ver pelo mapa, para ir até Dubrovnik tem que atravessar a fronteira. Isso significa que você vai ganhar um carimbo do oficial da Bósnia no seu passaporte. Não é necessário nem descer do ônibus, o oficial entra e vai carimbando passageiro a passageiro em seus lugares.

O que eu mais gostei na viagem foi o fato do motorista ter feito uma parada na Bósnia para a gente comer e ir ao banheiro. O que te dá 20 minutinhos pisando em um país diferente. Legal, né?

Chegando em Dubrovnik andamos cerca de 30,40 minutos até chegarmos ao nosso hotel. Isso porque a rodoviária fica longe mesmo. Diferentemente de Zadar e Hvar, escolhemos nos hospedar fora da Old Town de Dubrovnik  por motivos diversos: os hotéis dentro da Old Town são poucos e já estavam quase todo lotados, todos os sites que eu visitei antes de viajar disseram para considerar ficar fora da Old Town pois o transporte público é muito bom e terceiro e último motivo foi eu ter me apaixonado pelo bairro Lapad.

O hotel que escolhemos foi o Villa Ruza ‏, que fica 3 minutos a pé da praia de Lapad e fica bem perto de restaurantes, cafés, quadras de tênis, tudo. Existe uma parada de ônibus bem pertinho e que faz o trajeto Lapad-Old town em 10,15 minutos. Sem contar que o quarto era um amorzinho e tinha até uma varandinha:

hri
Foto do booking.com

Pesquisando um pouco sobre Dubrovnik, existe uma lenda que diz que essa cidade foi fundada no século VII por refugiados da antiga cidade chamada Epidauro (antigo território grego) que hoje se chama Cavtat. Segundo alguns a cidade foi fundada em 614.  Dubrovnik é uma importante rota marítima e chegou a ser uma república independente por mais de 700 anos antes de estar nas mãos dos bizantinos e venezianos. A cidade sofreu um terrível terremoto que chegou a matar mais de 5 mil habitantes no ano de 1667 e durante a guerra de 1991 mais de 2 mil bombas foram lançadas sobre a cidade.

Uma cidade antiga, cheia de história e com belezas exuberantes. Eu mal podia me conter para explora-la! Chegamos no hotel, deixamos nossas coisas, fomos curtir as redondezas e planejar nosso dia seguinte.

Dia 9 – Dubrovnik – Muralha + Ilha de Lokrum

Acordamos bem cedo e já fomos para a Old Town fazer o tour da muralha de Dubrovnik. Pegamos o transporte público que nos deixou na porta da Old Town.

O ticket é vendido em uma loja bem em frente a Fonte Grande de Onofrio. A água da fonte vinha do rio Dubrovcka que fica a 12 quilômetros de distância para abastecer os moradores da cidade antiga.

 A muralha demorou anos pra ficar pronta, afinal, são exatos 1.940 metros. No ínicio a mesma foi toda construída com madeira mas durante os séculos XII até o XVII a madeira foi substituída por pedra. Hoje em dia a muralha é cenário de muitos episódios da série Game of Thrones. O passeio dura por volta 2 horas e a muralha abre todos os dias, das 09:00 as 19:00.  O valor é de 120 Kunas para adultos, podendo aumentar para 155 kunas segundo esse site. Estudantes têm desconto. 

DCIM114GOPRO
Passeando na muralha de Dubrovnik

Importante não esquecer sua garrafa de água pois o calor na muralha é bem forte durante os meses de verão. Existe até um café no meio da muralha, mas os preços são bem salgados.

Após passear pela muralha inteira fomos aproveitar um pouco das ilhas que rodeiam a Old town. Descendo a muralha, dentro ainda da Old town existem vários taxi boats e excursões para diversas ilhas no portinho. Era até difícil escolher um passeio só! Eu queria fazer todos.

Acabamos escolhendo passar o dia na Ilha de Lokrum e não nos arrependemos. A ilha é simplesmente maravilhosa e desde 1963 foi declarada uma Reserva Natural por causa do seu jardim botânico que abriga mais de 500 espécies de plantas exóticas. Para quem é fã de Game of Thrones vai se animar pois várias cenas do seriado já foram filmadas na ilha. O ticket (ida e volta) de adulto custou 100 kunas e crianças de 5-15 anos pagam 20 kunas.

O trajeto dura somente 10 minutos de taxi boat e existe taxi boat de meia em meia hora durante o verão. O primeiro sai às 8 da manhã e o último retorna às 8 da noite. Caso você queira dar uma espiadinha no site da Ilha Lokrum clique aqui. Segue algumas fotinhos para te dar água na boca:

DCIM114GOPRO
Ilha de Lokrum

Eu e Mat almoçamos na ilha mesmo. Tínhamos levado uns pãezinhos para beliscar mas como passamos o dia inteiro lá, não foi suficiente. A ilha apresenta opções de café bar e de bons restaurantes para não deixar ninguém morrer de fome.

A ilha é cheia de surpresas e lugares inusitados. Você acredita que além de trilhas, vegetação exuberante, praias naturistas, você ainda encontra um lago de água doce? Isso mesmo. É impressionante! Para dar uma olhada no mapa da ilha pra você ver a quantidade de opções que ela apresenta, clique aqui.

DCIM114GOPRO
Lago de água doce

Um dia inteiro eu achei pouco para essa ilha. Eu queria mesmo era ter voltado lá de novo, mas infelizmente o tempo estava corrido. Quem sabe em uma próxima ocasião? E ah! De tabela ainda estava tendo uma exposição de Game of Thrones na ilha e adivinha quem tirou foto no trono famoso? Eu mesma! haha =)

DCIM114GOPRO
Eu poderosa

O dia passou muito rápido e lá fomos nós retornar à Old town (pegamos o último taxi boat de volta, claro). O clima de cidade medieval de Dubrovnik é um clima tão gostoso e ainda mais no verão, onde tudo fica mais lindo, não tem como não se apaixonar por essa cidade!

A noite foi chegando, pegamos o ônibus para voltar para o nosso hotel  e escolhemos um restaurante para comer. O que eu mais gostei neste distrito foi o fato de ter várias opções de restaurantes e cardápios diferentes. Dessa vez comi uma salada de polvo enquanto Matheus comeu uma pizza no restaurante Uvala. Apesar das reviews serem péssimas, não houve nenhum problema conosco e fiquei bem satisfeita com o serviço, comida e preço. Segue o link do restaurante caso queira ver o cardápio e etc: link

Resolvemos comprar nosso passeio do dia seguinte na agência de viagens perto do nosso hotel e organizamos o nosso dia número 10.

Dia 10 – Passeio ilhas Elafite (Koločep, Lopud, and Šipan)

Mais um dia de passeio imperdível! Compramos o passeio de barco com a agência perto do nosso hotel por 375 kunas (50 euros) cada um, com direito a almoço no barco (peixe, frango ou salada) e bebida (vinho, refrigerante ou água). O passeio durou o dia inteiro, das 9:00 às 19:00 e visitamos as três ilhas: Koločep, Lopud, and Šipan.

DCIM114GOPRO
Esperando a excursão começar pelas redondezas de Lapad

O passeio começou com a ilha Koločep, a mais perto de Dubrovnik com apenas 300 habitantes. A ilha é a menor das três ilhas Elafite mas apresenta praias com areia (raridade na Croácia), igrejas antigas e charmosas como Igreja de St Sergius, Igreja de St Nicholas e a Igreja da Santíssima Trindade do século XI e XII e uma Caverna Azul, que pode ser explorada de kayak. Um restaurante muito famoso lá é o Villa Ruza (mesmo nome do nosso hotel) e as reviews sobre lá são maravilhosas. Ficamos um pouco mais de uma hora na ilha, mas o tempo que passamos lá foi bem relaxante.

O passeio seguiu para a ilha Šipan e no caminhos nos foi servido o almoço. Eu e Mat pedimos peixe e não nos arrependemos, estava uma delícia! Chegando na ilha, fomos explorar. Pegamos uma trilha e quando achamos um lugar isolado com água transparente, por ali ficamos.

A ilha tem somente 500 habitantes e ela é a maior das 3 ilhas Elafiti. Existem várias igrejas na ilha, as mais conhecidas são a Igreja de St.Peter e a Igreja do Espírito Santo construída em 1569. Um restaurante muito conhecido se chama Kod Marka e as reviews sobre o mesmo são muito boas. Sem contar que a ilha é um paraíso.

A última parada do passeio foi a ilha Lopud, uma das ilhas mais visitadas junto com Lokrum, e muito famosa pela sua praia Sunj beach, por ser de areia. Assim que atracamos na ilha pegamos um buggy (10 kunas cada) para chegar até a praia. Existe uma praia perto do porto, se preferir, mas não se compara no quesito beleza.

DCIM114GOPRO
Indo para a Sunj beach

A praia não tem aquela cor azul que estávamos acostumados, mais isso acontece exatamente por causa da cor da areia. De qualquer jeito, a praia é bem reservada e a vegetação ao redor deixa tudo mais bonito.

A ilha também é conhecida por seu hotel Lafodia, aberto em 1968, pelo Mosteiro Franciscano e pela Igreja de São João em Belvedere. 

Na volta para casa, fomos no cais do barco aproveitando a beleza e nos despedindo da Croácia na melhor maneira possível.

DCIM114GOPRO
Bye bye Croácia

O que eu gostaria mesmo de ter feito (e talvez faça um dia) era ter passado um dia inteiro em cada ilha. A Jadrolinija tem rotas para essas ilhas por preços bem razoáveis e dá pra fazer um bate-volta tranquilo. Como o tempo estava curto, esse passeio foi a melhor escolha e eu recomendo para aqueles com roteiro apertado igual ao nosso.

Voltamos para casa e fomos ver o pôr do sol na Lapad beach, pertinho de casa. Por lá ficamos até a hora de jantar e depois arrumamos nossa mala para ir embora.

Outro passeio que infelizmente não tivemos tempo de fazer é o  one-day-tour para a ilha Mljet. A ilha é um paraíso e se eu ficasse mais um dia por lá eu com certeza faria.

Mas, com somente 10 dias inteiros na Croácia eu não mudaria um dia sequer no nosso roteiro. Espero que vocês tenham gostado e tirado proveito de todas as nossas dicas e experiências! Nosso intuito aqui é sempre ajudar e compartilhar nossas viagens =)

Até o próximo post!

Beijinhos da Paulinha 😉


2 comentários sobre “Parte III: Dubrovnik

  1. Paulinha e Priscila,
    Parabéns prla iniciativa de fazer este blog com as experiências de viagem de vocês, misturando Brasil e mundo, dando dicas sobre passeios, onde ficar e comer. As fotos estão lindas e ler o que vocês escrevem é um prazer!…Aguardo mais relatos!…
    Um bejinho com muito carinho,
    Tia Clarice

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s