Conceição de Ibitipoca

Está em busca de um lugar pra entrar em contato com a natureza, mergulhar em cachoeiras lindas, andar de chinelo, comer bem, curtir um friozinho? Conceição de Ibitipoca é o lugar! E o melhor, esse refúgio mineiro é um destino barato, cabe em todos os bolsos.

A vila é pequena, fica no meio das montanhas, rodeada por muito verde, seu chão é de paralelepípedos e a maioria das construções é em madeira e/ou tijolinho. Essa combinação deixa o lugar rústico, simples e, em minha opinião, charmoso.

Na vila você encontra restaurantes com as deliciosas comidas mineiras (tutu, torresmo, couve, abóbora, farofa…), bares com boa variedade de petiscos e cerveja, incluindo cervejas artesanais de produção local, e cafés que servem o tradicional pão de queijo e pão de canela (o meu favorito levava banana junto). Além de boa comida, a vila tem várias lojinhas de artesanato que vendem desde bijuterias, mantas, redes, roupas até esculturas de madeira e quadros de artistas locais.

Um pouquinho da vila

Tudo isso é muito legal, mas  a atração principal de lá é o Parque Estadual de Ibitipoca. O parque está localizado na Zona da Mata, entre os municípios de Lima Duarte e Santa Rita do Ibitipoca e foi fundado em 1973.  Fica na divisa entre as bacias do Rio Grande e do Rio Paraíba do Sul, ocupando uma área de mais de 1.000 hectares. Ibitipoca é uma palavra em tupi-guarani que significa “serra que estoura”, em referência à grande incidência de raios na região.  A fauna do parque é bastante diversa, com algumas espécies ameaçadas de extinção como o lobo-guará e a onça parda. A flora também é rica, com muitas orquídeas, bromélias e líquens. Alguns líquens ficam pendurados dos galhos das árvores dando um ar bucólico à paisagem, ainda mais quando ocorrem neblinas no alto da serra.

O parque possui 3 circuitos que percorrem todos os seus pontos de visitação: Janela do Céu, Pico do Pião e Circuito das Águas (ordenados pelo nível de dificuldade das trilhas). Como as trilhas pras atrações são circulares, é legal começar por um caminho e terminar pelo outro pra ver tudo. As trilhas são bem marcadas e não há necessidade de guias. A entrada custa 20 reais a inteira e 10 reais a meia. O ideal é fazer logo a trilha pra Janela do Céu que é a mais famosa e mais cansativa (Total: 16 km), depois descansar fazendo o Circuito das Águas que é cheio de paradas e mais tranquilo (Total: 5 km) e no terceiro dia encarar o Pico do Pião (Total: 11km).  Meu plano era fazer assim, mas peguei um dia de muita chuva e não consegui fazer todo o circuito do Pico do Pião, infelizmente. Aqui vai o relato:

* Janela do Céu (Gruta da Cruz, Gruta dos Fugitivos, Gruta dos 3 Arcos, Janela do Céu, Cachoeirinha, Prainha): Você pode começar o circuito pela trilha próxima ao restaurante ou pela estradinha delimitada por uma corrente. Nós começamos pela estradinha e voltamos pela trilha do restaurante. Desse modo, encaramos 4 km de subida até o Cruzeiro e conhecemos a Gruta da CruzGruta dos Fugitivos e a Gruta dos 3 Arcos.

Pela trilha…

Gruta da Cruz

Gruta dos Fugitivos

Gruta dos Três Arcos

Depois chegamos na Janela do Céu. Quando chegamos lá estava vazio e conseguimos curtir aquele visual lindo da cachoeira. A cor da água amarelada sobre a pedra faz como se fosse uma piscina de borda infinita e a vegetação ao redor emoldura tudo. É muito lindo! Tivemos 10 minutos de sossego e logo depois começou a chegar muita gente, formando fila pras pessoas tirarem foto. Nos refugiamos na cachoeirinha de trás, mais sossegada.

IMG_6542

Janela do Céu

De lá, seguimos pra Cachoeirinha, a cachoeira que mais curtimos na viagem. Com uma queda de 35 m e chão de areia, a cachoeira é linda! Ficamos um tempo ali apreciando. Por fim, encerramos a trilha na Prainha. Foi cansativo mas valeu muito a pena! Neste circuito tem ainda a Gruta dos Moreiras, mas nós não conseguimos ir.

Cachoeirinha

*Circuito das Águas (Lago das Miragens, Ponte de Pedras, Cachoeira dos Macacos, Lago dos Espelhos, Lago Negro): As duas saídas do circuito são próximas ao restaurante. Nós começamos seguindo as placas pra Cachoeira dos Macacos e encerramos pelo Lago dos Espelhos.  No dia que fizemos esse circuito estava muito frio e nublado, então no início não tínhamos ânimo pra mergulhar nas cachoeiras. Primeiro paramos no Lago das Miragens, bem bonito.

Lago das Miragens e sua queda d’água

Seguimos pra Ponte de Pedras e depois pra Cachoeira dos Macacos. A Cachoeira dos Macacos é linda e gostosa de ficar.

Ponte de Pedras

Cachoeira dos Macacos

De lá, fomos pro Lago dos Espelhos, onde finalmente mergulhei, e Lago Negro.

Lago dos Espelhos

Lago Negro

No terceiro dia que fomos ao parque, só conseguimos ir na Gruta dos Coelhos e na Gruta dos Monjolinhos devido ao mau tempo. A Gruta dos Coelhos não é nada de mais. Já a Gruta dos Monjolinhos é bem legal! Passa um rio por dentro e forma uma cachoeira pequena, bem linda.

Gruta dos Coelhos

Gruta dos Monjolinhos

Agora vamos falar de comida… Em Ibitipoca come-se muito bem! O que não faltam são bons restaurantes de comida caseira feita no forno à lenha (arroz, feijão, tutu, farofas, ovo frito, feijão tropeiro, couve, abóbora, aipim, torresmo, lingüiça, galinha ensopada, pernil, polenta, angu, batata de todo tipo, saladas…). Nesse estilo, o meu favorito foi o Tia Tonica. O restaurante em si é muito simples, um pouco apertadinho, mas a comida… de fechar os olhos! Lá você pode comer à vontade por 15 reais com direito a uma carne. No mesmo esquema, preço e qualidade da comida também tem o restaurante Varandas. O ambiente deste é mais agradável, por ser numa casa toda avarandada, mas a variedade não é tanta. Mas ambos são muito bons, comida deliciosa. E baratos!

Restaurantes Tia Tonica e Varandas

Por comodidade (vulgo fome desesperada) almoçamos no Alpha, o restaurante do parque, logo depois do circuito da Janela do Céu. Lá você paga 25 reais por a uma carne e quanto quiser do resto do self-service. A comida é boa, mas as opções da vila são melhores e mais baratas. Então aconselho segurar a fome e esperar pra almoçar na vila.

Para aqueles que querem um jantar mais romântico e gostam de fondue, o Recanto do Fondue é uma ótima pedida! O fondue de queijo foi o melhor que já comi. A noite teria sido perfeita se o atendimento não tivesse sido tão lento… Todos que nos atenderam eram muito simpáticos e educados, mas extremamente desorganizados. Apesar da demora, foi um ótimo jantar.

Recanto do Fondue

No Pontal da Serra são várias opções de restaurantes, todos com cardápio bem parecido. Escolhemos um restaurante (não lembro o nome) e comemos petiscos e sopa de feijão. Agora, se estiver só atrás de um lanchinho, prove o pão de queijo recheado com pernil ao molho de pimentão ou chutney de manga na Casa da Roça, muito bom! E pra um café da manhã reforçado, vá no Armazém do Sabor. Lá você come à vontade no café da manhã por 20 reais.

Casa da Roça

Armazém do Sabor

A vida noturna de Ibitipoca se mostrou animada! No Pontal da Serra acontecem shows de música aos fins de semana. Quando fui rolou um forró pé de serra no pátio, muito gostoso. O bar Ibitibeer, que oferece suas próprias cervejas artesanais, e o Ibitilua ficam cheios e são boas opções pra encerrar o dia. Mas o destaque fica pro Bar do Firma ou Candeia Blues Bar. Esse bar fica um pouco afastado da vila (fomos de carro até lá), a decoração é toda diferente, vários objetos pendurados, pôsteres, os frequentadores deixam suas fotos 3×4 num quadrinho, as garrafas de cachaça descem por roldanas no teto… No dia que fui era reveillon e a música ao vivo estava deliciosa, as pessoas dançando animadas, um clima muito bom… Foi inesquecível!

Pontal da Serra

Bar do Firma ou Candeia Blues Bar

Onde ficar? Eu aconselho ficar numa pousada ou casa que dê pra ir a pé pra vila, onde estão os restaurantes, bares, farmácia, mercado… Assim você não precisa sair de carro a noite, eu prefiro. Uma pousada que entrei pra conhecer foi a Pousada Meu Recanto , muito lindinha! Como fui em grupo, a melhor opção foi alugar uma casa pra ficarmos juntos com mais liberdade. Procuramos casas no site Ibitipoca Tur e alugamos a casa da Leninha. Começamos a procurar casas meados de novembro e a maioria delas já estavam alugadas. Então se quiser ir no reveillon, pesquise casas com bastante antecedência. E cuidado se for alugar a casa Sol Poente. Tinha combinado tudo com a Gabriela pra ficar lá e ela me enrolou por 10 dias até finalmente dizer “mil desculpas mas minha irmã alugou a casa pra outra pessoa sem me comunicar”. Fogo…

Dicas importantes:

  • Chegue cedo no parque. O parque tem limite de visitantes por dia (800 pessoas nos fins de semana e feriados e 300 pessoas durante a semana). As vagas para estacionar dentro do parque são apenas 30, então chegue 7h/7h30 pra garantir sua vaga no estacionamento.
  • Leve dinheiro vivo. Na vila não existem bancos ou caixas eletrônicos e muitos lugares não aceitam cartão.
  • Leve roupa de frio, mesmo no verão. Quando fui era dezembro e, por incrível que pareça, fez muito frio (cerca de 17 graus durante a noite). Usei calça e casaco todos os dias de noite.
  • Se der, vá de carro. O parque fica a cerca de 4km da vila, então fica bastante cansativo ir e voltar andando e ainda fazer as trilhas do parque. Mas se não der pra ir de carro, é só perguntar na vila pelas vans que levam até o parque.
  • Se for de carro, abasteça em Lima Duarte. Em Conceição de Ibitipoca não tem posto de gasolina.

Uma das coisas que mais me impressionou na viagem foi a relação de confiança e hospitalidade de todos da vila. Nos restaurantes e bares você dizia seu consumo e ninguém conferia muito, a palavra bastava. A Leninha deixou a casa aberta com a chave dentro pra gente entrar a hora que quisesse, sem perigo nenhum. Uma noite meus amigos foram comprar carvão pra fazer churrasco mas o mercado já estava fechado. Foram ao lado, no Rancho do Queijo, perguntar onde podiam comprar carvão. O dono da loja se mobilizou, saiu pelas ruas, achou um funcionário do mercado e conseguiu abrir só pra eles comprarem. Muito legal. Enfim… Um lugar tranquilo, pra relaxar mesmo.

Espero que o post tenha sido útil e inspirado uma viagem pra Ibitipoca.

Qualquer dúvida, só falar!

Beijos,

Pri

 

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s