Lago de Garda

Oiii pessoal, quanto tempo!

Infelizmente com a situação toda do covid-19 a maioria das nossas viagens foi ou cancelada ou postergada. Aqui na Europa a flexibilização já começou e a volta ao novo normal já é uma realidade. Com isso, aproveitamos para viajar por aqui perto seguindo todas as recomendações da Bélgica e da OMS 🙂

O nosso destino escolhido foi o Lago de Garda, na Itália. Um grande amigo nosso mora em Milão e nos indicou esse destino, uma vez que queríamos nos sentir mais próximos da natureza e aproveitar para nos refrescar um pouco durante o verão europeu de 2020.

Lago di Garda, Itália

O Lago de Garda fica pertinho de Milão (2 horas de carro), de Verona (1:20 de carro) e de Veneza (2:15 de carro). Ou seja: super da para combinar esse destino com alguma dessas cidades, se for o caso.

No nosso caso aproveitamos um final de semana estendido e voamos de Bruxelas para Malpensa (aeroporto cerca de 45 min da cidade de Milão). Lá alugamos um carro e fomos direto em direção ao lago.

Aluguel do carro
Alugamos pela rentalcars.com e fechamos com a empresa GoldCar. Foram 3 dias inteiros (sexta, sabado e domingo) em um total de 260 euros (com full insurance). De gasolina pagamos um total de 65 euros e mais alguns pedágios (ida e volta) em um total de 30 euros.

O Lago di Garda
O Lago di Garda é o maior lago da Itália com 32 km de comprimento. Suas águas cristalinas e sua temperatura amena durante o verão (cerca de 23 graua) faz o lago ser um dos destinos queridinhos entre os italianos (especialmente aqueles que moram perto em Milão, por exemplo) e também entre os turistas (principalmente aqueles interessados em windsurfing ou outros esportes aquáticos).

Onde se hospedar
O Lago di Garda se divide entre 3 regiões: Lombardia, Veneto e Trentino Alto Adige. E com isso, as opções de cidadezinhas ao redor do lago são diversas e todas muito lindas!

Durante a nossa viagem conseguimos conhecer 4 cidades, são elas Riva del Garda, Limone del Garda, Gargnano e Sirmione.

Foto do http://www.tuttogarda.it/

Escolhemos nos hospedar em Gargnano no Aparthotel chamado Residence Borgo di Limoni (website: https://www.ferienwohnungen-gargnano.de/?utm_source=googlemybusiness&utm_medium=mybusiness) e não nos arrependemos. Nosso mini apartamento tinha tudo! Geladeira, mesa, sofá-cama na sala e um quarto bem espaçoso. Tinha até um mini terraço privativo e uma área de lazer muito boa com bar e piscinas (adulto e infantil). E vaga de garagem.

Nosso Roteiro
Dia 1 – Gargnano + Terraza del Brivido (Tremosine)
Dia 2 – Limone del Garda + Riva del Garda
Dia 3 – Sirmione

Gargnano

Com cerca de 3.000 habitantes, o vilarejo Gargnano faz parte da região da Lombardia, tendo como província a cidade de Breschia. Seu centrinho é muito charmoso com restaurantes, cafés e gelaterias na beira do lago.

Almoçamos no restaurante Pizzeria Centomiglia de frente ao lago e comemos muito bem. Apesar do restaurante se chamar Pizzeria, também oferecia outros pratos de carne, peixe e massas. Sem contar na entrada de Burrata… yummy que delicia

Depois do almoço fomos aproveitar e relaxar no lago. Descemos até Spiaggia della Gial, a mais próxima do centrinho, e por lá ficamos.

A temperatura da água estava divina e nem vimos o tempo passar… Tinha opção de alugar standup paddle ou caiaque também. Também tinha a opção de sentar em um mini parque um pouco acima da “praia” e apesar da área nao ter estrutura em termos de cadeiras e etc, existia uma vendinha e um restaurante perto para comprar água, cerveja e etc.

Dica importante! Os arredores do lago são tooodos de pedrinhas, então comprar uma botinha (igual a da foto) vale muito a pena para evitar o desconforto. Pagamos 9,50 euros em cada botinha e compramos nessa vendinha perto do lago mesmo.


Terraza del Brivido

Seguindo ainda as dicas do nosso amigo que mora na Itália fomos conhecer um mirante que fica no Hotel Paradiso (website: https://terrazzadelbrivido.it/). Não se paga nada ao entrar no hotel, porém a maioria das pessoas acaba bebendo uns drinks ou até ficando para o jantar.

Sem dúvidas alguma uma das vistas mais linda que eu ja vi na vida!!! Me lembrou um pouco os fiordes da Noruéga também… Nossa, muito incrível.

Como mostrei no instagram também, a estrada até o mirante é um pouco difícil. Tem que dirigir com atenção mesmo. Mas ao mesmo tempo ela é muito supreendente… Tem até uma hora que passamos por baixo de uma cachoeira, uma santinha e até restaurantes super charmosos durante o trajeto.

Muito lindo, né? Eu fui embora já pensando em voltar em uma outra oportunidade para jantar 😉

Limone del Garda

No segundo dia, estávamos a caminho da cidade Limone del Garda quando avistamos muuitas pessoas praticando windsurfing de manhã. Aproveitamos e sentamos no Hotel Forbisicle Chimini Di Angelo para tomar um café da manhã e admirar a vista.

Pesquisando um pouco mais sobre isso, descobrimos que o windsurfing é um dos esportes mais praticados pela região especialmente porque há vento quase diariamente. Sem contar que a vista é linda demais…

A cidade Limone sur Garda é uma das preferidas por aqui, por estar mais perto das montanhas e por ser muuito charmosa. Por incrível que pareça ela só começou a ser desvendada por turistas a partir de 1932 quando a estrada Riva del Garda foi construída e facilitou o acesso ao vilarejo que antes era só feito por meio de barcos ou pelas montanhas.

Com cerca de 1.700 habitantes a cidade hoje também é conhecida pelo seu cultivo de limões. Nas lojas de souvenirs você encontra muitos porcelanatos, paninhos e roupas com estampas de limões.

Almoçamos no Ristorante Bar Pizzeria L’Agrumeto, na beira do lago, e foi uma delícia.

Além disso existem ótimos lugares para curtir o lago, alugar standup ou caiaque ou então beber uns drinks perto do lago. Da até pra ver uma mini cachoeira que leva as águas das montanhas até o lago.

Aproveitamos o dia e fizemos o passeio de caiaque (apesar de não ter tirado nenhuma foto). Pagamos 16 euros por 1 hora de caiaque para duas pessoas. Recomendo!


Riva del Garda

Depois foi a vez de conhecermos a cidade Riva del Garda, um pouco mais ao norte do lago, já na região de Trentino Alto Adige. A cidade conta com cerca de 17.000 habitantes e logo quando chegamos percebi que tinha mais cara de cidade do que os outros vilajeros que visitamos.

Riva del Garda é a segunda maior cidade ao redor do Lago de Garda.

Um pouco da história: Durante a Terceira Guerra da Independência Italiana, Riva del Garda foi uma importante base de abastecimento para a marinha austríaca e foi a única cidade no lago capturada pelas forças italianas. Somente em1918, após o fim da Primeira Guerra Mundial, Riva del Garda, com o resto do Trentino, passou a fazer parte da Itália.

Uma das principais atrações da cidade, que começou a funcionar julho de 2020, é o novo elevador panorâmico Ascensore Bastione (da pra ver pela foto que fica lá em cima) que conta com um lounge e restaurante. Mais info em https://bastione.eu/en/home/.

A cidade também conta com um museu Museo Civico, o castelo Rocca e com a Torre Apponale, um alto relógio-torre cuja data mostrada é do século XIII.

Aproveitamos e jantamos pelo centrinho ao som de música ao vivo. A cidade é, como todas as outras que visitamos, um encanto. Voltaria lá para curtir o lago durante o dia também.


Sirmione

No nosso último dia desvendando o Lago de Garda fomos para a cidade mais famosa da região: Sirmione. Parcialmente situada em uma península que se estende por cerca de 4 km no baixo Lago de Garda, a cidade conta com cerca de 8.200 habitantes.

Sirmione é famosa pelo seu centro histórico encantador, com as suas vielas estreitas e irregulares, pelos Banhos Termais de Catullus, pelas igrejas, pelas ruínas da Villa Romana do poeta Catullus, pela sua praia Jamaica beach e pela sua entrada com a vista do Castello Scagliero.

Foto do Pinterest

Paramos o carro cerca de 5 minutos a pé do centro histórico (existe parking públicos em praticamente todas as cidades que visitamos) e cruzamos a ponte do castelo até chegar ao centrinho.

Fomos caminhando pelo centro até chegar na Jamaica Beach, onde queríamos dar um mergulho para refrescar. Caminhamos cerca de 20 minutos até chegarmos na pontinha da península. Confesso que me encantei com a beleza e o caminho que percorremos… Muito verde por todo o lado! Lá eles também tem o Jamaica bar que serve drinks e petiscos durante o dia e ainda um som ambiente.

Infelizmente chegamos tarde na praia (por volta do meio dia) e não conseguimos pegar nenhuma espreguiçadeira (são todas gratuitas nessa ”praia”), então demos um tibum rapidinho e logo fomos explorar outro cantinho do lago mais confortável. Ou seja, minha recomendação pra você é chegar cedo!

Fomos então para o cantinho do lago em frente ao restaurante Lido delle Bionde. Por lá existe a opção de alugar 2 cadeiras e barracas pelo dia inteiro custando cerca de 12-15 euros.

Uma vez nessa ”prainha” aproveitamos para curtir a água e nos refrescar 😉

Uma vez refrescados fomos em busca de um bom restaurante para almoçar no centro histórico. Existem muitas opções boas de restaurantes italianos com vista para o lago, no meio das ruelas, tem para todos os gostos! Uma coisa que eu sempre faço é pedir recomendação de vinho local para acompanhar o prato. Sempre me surpreendo!

Eu achei Sirmione muuito cheia de turistas, muito mais do que as outras cidades em que visitamos. Então dependendo do seu estilo de viagem vale mais a pena ficar hospedado em uma cidadezinha mais aconchegante e fazer uma visita à Sirmione durante o dia, como fizemos.

De qualquer jeito, ela é linda demais…

No final das contas foram 3 dias inteiros passeando e curtindo o lago, mas que deixou um gostinho de quero mais… Posso dizer que já penso em voltar 🙂

E você? Gostou?

Depois conta pra gente por aqui ou pelo nosso instagram!

Grande beijo da Paulinha


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.