Rüdesheim am Rhein

E aii gente,

Voltei para falar dessa cidadezinha alemã muito famosa pelas suas inúmeras vinícolas que tem um nome difiiiicil demais para eu tentar ensinar como se pronunciar em português, mas vou tentar: “Rudensvein ein Raine” (se você sabe falar alemão porfavor me corrija nos comentários hehe).

De qualquer jeito, essa cidade junto com as cidades vizinhas Assmannshausen e Bingen faz parte do Tour romântico ao longo do rio Reno e é muito famosa por aqui. Em média cerca de 3 milhões de turistas visitam essa cidade por ano!

Google Maps

Onde se hospedar
Escolhemos ficar hospedados no Hoteltraube Rudesheim ao lado do centrinho histórico da cidade. Confesso que não foi uma boa escolha, apesar da localização ser divina e o café da manhã muito bom… Acontece que fomos no verão e o hotel não tinha ar condicionado (e o ventilador que tinha no quarto era aquele de mesa, então não foi de muita ajuda). Logo no primeiro dia deixamos a janela do quarto aberta para fazer o ar circular e quando voltamos no final do dia o quarto estava cheio de insetos: moscas e até aranhas (ui! eu sei!). Sem contar que o trilho do trem passa em frente ao hotel, então não da para deixar a janela aberta mesmo… Então se puder evitar esse hotel durante o verão, eu recomendo.

Apesar da vista ser bem bonita, veja só:


O interessante é ficar bem localizado ou perto do centro histórico em Rüdesheim am Rhein ou na cidade vizinha Assmannshausen.

Passamos um final de semana inteiro (sexta de tarde/noite, sábado e domingo de manhã/tarde) e foi o suficiente para explorar tanto Rüdesheim am Rhein quanto Assmannshausen.

O que fazer
Fazer turismo em Rüdesheim am Rhein é relativamente fácil. Primeiramente você vai passear pelo centro histórico e se apaixonar pelos restaurantes da famosa rua Drosselgasse (infelizmente todos os nomes vão ser difícies se você não entende alemão hehe)


Importante recomendar de reservar um dia inteiro para o passeio de Rota Romântica no Rio Reno e eu prometo, você não vai se arrepender! O passeio começa com o famoso cable car da cidade que te leva até o monumento Niederwald.

O passeio de ida é um espetáculo, você sobrevoa as vinícolas e dá pra ver tanto a cidade quanto o rio Reno de cima.

Quando se chega lá em cima tem-se a opção de sentar e apreciar a vista do restaurante Besucherzentrum Niederwald-Denkmal. Ou uma paradinha rápida para ir ao banheiro, beber água e etc.

Andando um pouco dentro da floresta e seguindo as placas até o monumento você chega até ele.

Um pouco da história: Construído entre 1877 – 1883 o monumento simboliza o restabelecimento do Império Alemão após a Guerra Franco-Prussiana de 1870/1871.
Em 1933, Hitler e os nacional-socialistas usaram esse lugar simbólico para um comício de propaganda com foco no retorno do Saarland.

Depois você vai passear pela floresta por uns 3 km até chegar no teleférico para descer na cidade Assmannshausen.

O passeio pela floresta é muito lindo e posso dizer que o passeio de teleférico me deu um friozinho na barriga por conta da altura também 🙂

No nosso caso aproveitamos para conhecer a nova cidade, tomar um Riesling (uva da região) e relaxar um pouco por lá também.


A cida em si é pequenina porém muito romântica! Muitas pessoas escolhem ficar hospedadas por lá e fazerem o passeio contrário começando pelo teleférico e terminando pelo cable-car no centro da cidade de Rüdesheim am Rhein. Também é uma ótima escolha ao meu ver.

E no final do passeio, esta incluso um ticket de barco de volta pelo rio Reno à Rüdesheim. Você ainda pode parar em Bingen e descer para turistar uma terceira cidade se for de interesse.

Preço do passeio complete em Agosto de 2020: 17 euros adulto, 8.50 euros criança.

Vinícolas
Como a cidade é toda rodeada de vinícolas você vai ficar até meio perdidinho(a) na hora de escolher aonde sentar e aproveitar para conhecer os vinhos da região.

Um dos vinhos mais famosos da região vem da vinícola Georg Breuer. Infelizmente o local onde você escolhe os vinhos para comprar (e consequentemente ganha as provas de vinho – provamos 5 vinhos diferente e tudo de graça!) não é o local mais charmoso da cidade. Mas ainda assim, vale a pena ir até o espaço deles e provar os vinhos. Nós levamos 3 vinhos deles (2 Doux e 1 Charm).

A nossa vinícola preferida (por conta da vista e do ambiente) foi a Adolf Storzel. Chegamos a levar 4 vinhos deles (2 Summertime e 2 Abbey Hill) e se você também gosta de vinho branco frutato ou um pouco mais doce e leve, eu suuper recomendo.

Demos sorte porque estava rolando música ao vivo e o clima estava perfeito! Era tudo o que estávamos precisando para fechar o dia com chave de ouro 🙂

Existe também uma ótima opção se quiser provar todos os vinhos da região em um só lugar: WeinstRand im Hafenpark (cerca de 50 diferentes vinhos da região) ou RheinWeinWelt (o mais famoso, com cerca de 160 diferentes vinhos como opção).

Fomos no RheinWeinWelt a adoramos a experiência! Como também mostrei em um video rápido no Instagram você compra suas fichinhas de provas (10 moedinhas por 10 euros ou 20 moedas por 17 euros) e pode sair provando quais vinhos escolher. É muito legal que em cada salinha de vinho você pode ler e conhecer um pouco mais sobre cada produtor de vinho.

Você também recebe uma folha com todos os vinhos e vai marcando os que mais te interessou se no final do tour você quiser compra-los.

Um pouco mais afastado da cidade (15 min de carro, 5km de distância) tem a primeira vinícola de Riesling da região, construída em 1720! Chama-se Castelo de Johannisberg (mais info no site deles https://schloss-johannisberg.de/en/) e eu diria que essa visita é im-per-dí-vel!

Como fomos no verão eles também prepararam um jardim de vinho para podermos tomar umas taças 🙂 Você pode também caminhar e conhecer toda a vinícola a pé e ainda almoçar ou jantar no próprio restaurante deles.

Vista incrível, vinícola incrível… Mesmo se não estiver de carro eu recomendo uma ida de taxi para lá. É impressionante!

Onde comer
Como eu disse anteriormente, você vai encontrar restaurantes muito bons, com música ao vivo e um ambiente super charmoso na rua mais famosa Drosselgasse. Porém, existem ainda alguns lugares que valem a pena eu mencionar aqui, uma vez que a mocinha do nosso hotel nos recomendou:

Alte Bauernschanke – restaurante criado em 1408
Altdeutsche Weinstube – fofo por conta do seu terraço ensolarado durante o verão
Am Niederwald – famoso por sua vista da cidade

Nós jantamos no Schlosshotel Rudesheim na sexta, no sábado almoçamos no Stadt Frankfurt e jantamos no Drosselmuller. Já no domingo passamos o dia na vinícola do Castelo Johannisberg e almoçamos por lá.

Todos os restaurantes eram excepcionais. Mas infelizmente não vi muitas opções vegetarianas a não ser saladas no cardápio. Gastamos média de 50-60 euros por refeição completa.

Bom, espero que vocês tenham viajado um pouco conosco lendo esse post e qualquer dúvida pode entrar em contato conosco direto por aqui ou pelo instagram 😀

Beijinhos carinhosos,
Paulinha


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.