Ilha de Creta

Um dos nossos destinos durante nossa viagem de verão para a Grécia em 2020 foi a Ilha de Creta, a maior e mais populosa ilha do país. Confesso que escolhi conhecer essa ilha por causa da praia de Balos que estava na minha lista de praias lindas que eu ainda tenho que conhecer (vocês também fazem listas parecidas?) 😀

No total ficamos 6 noites na ilha e conseguimos conhecer bem. Eu diria que 5 noites é o mínimo… A ilha é muito grande! Você pode escolher ficar até 2 semanas por lá que ainda assim vai ter muita praia e lugares lindos para conhecer 🙂

No nosso caso dormimos 4 noites em Chania, 1 noite em Plakias e 1 noite em Herarklion. Vou contar mais sobre os hotéis e logística a seguir.

Logística
Voamos de Atenas para o aeroporto de Heraklion (maior cidade e capital de Creta) pela Volotea (low-cost porém gostamos bastante). De lá alugamos um carro pela Enterprise (via o site da rental cars) e fomos dirigindo para Chania (2 horas e 30 min), nossa base por 4 dias. Para conhecer bem a ilha é fundamental alugar um carro, pois o transporte público não é lá grandes coisas.

Muita atenção ao alugar o carro pela http://www.rentalcars.com principalmente com o valor do caução que varia bastante dependendo de qual seguro você escolhe, da companhia de carro e etc. Com a Enterprise eu fechei seguro completo e eles bloquearam somente 100 euros no nosso cartão de crédito. Porém, uma amiga minha fechou com a Abbycar e eles chegaram a bloquear 2 mil euros no cartão dela. Ou seja: leiam as reviews pelo rentalcars antes e prestem atenção nas condições do contrato.

Existe a possibilidade de voar direto para o aeroporto de Chania (e nesse caso não precisaria dirigir de Herarklion para Chania), mas para nós não seria uma boa ideia para o nosso roteiro. Como nosso próximo destino era a ilha de Santorini e o ferry saia do porto Herarklion, escolhemos devolver o carro por lá e já ficar perto do porto para ir para Santorini no dia seguinte.

Hotel
Em Chania, escolhemos o hotel Civitel Akali Hotel e amamos. Os quartos são modernos, tinha opção de café da manhã no quarto (por conta do covid) e o café da manhã era espetacular. Serviço incrível!
Veja o site deles: https://www.akali-hotel.gr/ (também pode fechar pelo booking.com se preferir)

Queríamos um hotel que tivesse estacionamento e que fosse perto do centro de Chania. Cheguei a pesquisar hotéis que ficavam bem no centrinho de Chania (e me apaixonei pelo Porto Veneziano Hotel) mas infelizmente a maioria não tem estacionamento privado. Como eu li que muita gente já passou perrengue procurando uma vaga para estacionar, preferi escolher um hotel um pouco mais afastado do centro (mas ainda assim perto, era 7 minutos a pé) para nos poupar qualquer dor de cabeça ao estacionar o carro.

O roteiro
Dia 1) Dia de deslocamento + Chania
Dia 2) Praia Seitan Limania, Marathi e Loutraki
Dia 3) Praia de Balos + Falassarma
Dia 4) Praia Elafonisi
Dia 5) Praia de Preveli + Kalypso hotel
Dia 6) Praia Kalypso + Ammoudi
Dia 7) Dia de deslocamento + ilha de Santorini

Dia 1) Dia de deslocamento + conhecer a cidade de Chania
Chegamos em Chania para passear pela praia local chamada Nea Chora beach, conhecer o centro e o porto e jantar vendo o pôr do sol no restaurante Keptos (ou Kertos pelo google maps). Suuuper recomendo esse restaurante para jantar e ver o pôr do sol, é muito lindo.

O centro de Chania é encantador, com muita vida, restaurantes, cafés, sorveterias, lojinhas e etc. A cidade de Chania é a segunda maior de Creta e conta com cerca de 110.000 habitantes. O velho porto (old harbour) é cheio de história desde a época de domínio bizantino, veneziano e otomano.

Logo no nosso primeiro dia a sensação foi “não quero sair daqui” 🙂

Dia 2) Praia Seitan Limania, Marathi e Praia de Loutrak
Nossa primeira praia do dia foi a Seitan Limania, 30 minutos de carro de Chania, uma praia de difícil acesso (confesso que fiquei com medo de descer a trilha entre as pedras no início, mas depois passa) e sem estrutura, porém com uma cor de água incrivelmente incrível. Fomos de manhã porque a tendência é que fique lotada durante o verão.

Se pretender passar o dia inteiro por lá tem que se preparar: trazer guarda-sol, água, comida e etc. E lembre-se que pessoas de mais idade talvez não tenham condições de descer ou subir a trilha de acesso à praia.

Ficamos por lá a parte da manhã toda (entre 8:30 até meio dia) e quando a fome começou a apertar dirigimos cerca de 30 minutos para a praia de Marathi para comer e tirar um cochilo na espreguiçadeira 😀

A praia de Marathi é uma praia calma, com água azul cristalina e com um estrutura bem confortável com beach clubs e kit de espreguiçadeira e guarda-sol (por 10 euros). Super recomendo para quem for com crianças ou idosos.

Ficamos por lá para comer (pedimos uma salada de polvo e camarões ao alho óleo), beber nosso chop preferido que é o Alfa e relaxar até umas 16:30hrs. Depois, fomos terminar o dia na Praia Loutraki, apenas 5 minutos de carro de distância.

Confesso que a vibe da Praia Loutraki conseguiu ganhar o prêmio de melhor praia do dia para mim. Eu diria que essa praia é perfeita não só para terminar o dia mas também para passar o dia inteiro por lá.

Também com estrutura você pode almoçar ou jantar no Restaurante Loutraki que lhe proporciona uma vista incrível. Além disso, o hotel Mare Nostrum Villas tem um beach bar com som ambiente, esquema de espreguiçadeira e guarda-sol e atendimento muito bom mesmo até para quem não está hospedado no hotel.

Ficamos por lá até umas 19:30hrs (ainda bastante claro por conta do verão europeu) e voltamos para Chania (30 min de carro).

Saimos para jantar no restaurante Nama, bem no porto de Chania e amamos. A vista do restaurante para o porto é muito linda. Pedimos uma entrada de polvo grelhado + 2 pratos principais (massa com frutos do mar e risotto de parmesão) + bebidas e pagamos cerca de 55 euros.

Acho que muito dificilmente você irá comer mal pelos restaurantes de Chania, e na maioria das vezes você vai pagar entre 35-55 euros por refeição em casal.

Dia 3) Praia de Balos + Praia de Falassarma
Finalmente o dia de conhecer a famosa Balos! Deixei ela para o segundo dia porque queria acordar super “cedo” (as 7 da manhã) para chegar lá com calma.

O trajeto de Chania até a praia de Balos demora 1:15hr de carro mais ou menos. Os últimos 30 minutos foram em uma estrada de terra onde tem que dirigir com bastante atenção pois ainda não é muito segura. A parte engraçada é que você vai encontrar muitos cabritos pelo caminho 🙂

Definitivamente acordar mais cedo para conhecer essa praia vale a pena. Quando chegamos lá a praia estava vazia e nos deu aquela sensação de paraíso. A beleza dessa praia é muito surreal e confesso que pra mim, essa foi a praia mais bonita que visitamos nessa viagem inteira.

A partir das 11 da manhã as excursões de barcos chegam e a praia fica mais cheia. Mas é verdade que em momento algum ficamos com a impressão dela estar lotaaada, uma vez que a praia é bem extensa e dá pra fugir de lugares mais cheios se quiser.

A praia em si não tem muuuita estrutura mas você consegue alugar o kit de espreguiçadeira + guarda-sol por 10 euros. Existe também um mini-beach-bar que você pode comprar água e etc durante o dia. Mas o melhor mesmo é ir preparado e levar uns sanduíches e água na mochila.

Ao meu ver valeu muito a pena ter ido de carro, parado no estacionamento do local (você paga 1 euro por pessoa para entrar) e ter feito a trilha para descer para a praia (15 minutinhos). Tudo isso porque você consegue ver a praia de cima, que é uma vista inesquecível.

Ficamos na Praia de Balos até umas 3:30 da tarde e fomos direto para a Praia Falassarma (45 min de distância) comer, curtir e esperar o pôr do sol.

Em Falassarma você encontra diferentes beach-bars porque a praia é extensa. Por conta do covid eles eram obrigados a fechar meia noite, mas normalmente os bares fazem uma programação de festas durante o verão sem hora para acabar.

No nosso caso ficamos no beach-bar chamado Playa Paraiso (com estacionamento do lado) e por lá ficamos. Dessa vez não tinha o chop Alfa então tomamos o Mythos que também é uma delicia 🙂

Tinha som ambiente, o menu era bem diverso e o atendimento muito bom. Sem contar que o pôr do sol não nos decepcionou.

Ficamos lá até tarde e confesso que foi difícil ir embora. A praia também é uma ótima opção para passar o dia inteiro com a família, pois tem muita estrutura e conforto.

Dia 4) Praia Elafonisi
Como você pode ver a Praia Elafonisi dominou o nosso quarto dia em Creta de um jeito que não queríamos sair de lá. A praia é bem extensa, com cada cantinho diferente do outro… Você pode escolher relaxar no meio do nada, ou então alugar espreguiçadeiras e ficar perto do bar, ou então alugar caiaque, standup e etc.

A praia é muito incrível e um ótimo destino para praticar kite surfing para quem curtir. A cor da água me lembrou um pouco as águas caribenhas de tão clarinha e azul.

Como ficamos bastante tempo por lá, resolvemos não conhecer outra praia no mesmo dia e voltamos para o centro de Chania para curtir o pôr do sol por lá. Aconselho andar até o final do porto e sentar no último bar/restaurante que existe pois te dá uma melhor vista e impressão do sol caindo no mar 🙂

Nesse dia estávamos comemorando 3 anos de casado e fomos em um dos melhores restaurantes que o nosso hotel nos recomendou. O nome é restaurante Palazzo Almare e se você gosta de peixe e bacalhau peça o bacalhau ao forno que você não vai se arrepender. Foi o melhor prato da viagem para mim 🙂


Dia 5) Praia de Preveli + piscina do Kalypso hotel, em Plakias
Acordamos cedo e fizemos o check-out no nosso hotel em Chania.

Fomos direto para a praia de Preveli (parte sul da ilha) e o trajeto desde Chania até a praia de Preveli durou cerca de 1:30hrs.

A praia de Preveli foi uma das maiores surpresas positivas da viagem. Digo isso porque eu não estava esperando nada extraordinário dessa praia, mas o fato dela não ser só uma praia mas sim um conjunto de lago, mini-cachoeiras, cânion, floresta e etc me fez com que eu me apaixonasse.

A praia também é conhecida como Lago Preveli ou Phoenix, e o rio que deságua no mar é chamado de Grande Rio (Megalos Potamos). Para chegar até lá, existe uma trilha que demora cerca de 15-20 minutos com vistas incíveis.

A praia em si não é nada extraordinária, então eu recomendo curtir mais a parto do rio, do cânion e da floresta ao redor.

Você pode ir nadando desde o início do desembarque do rio na praia ou então pode entrar pela floresta e fazer uma mini trilha até você encontrar as mini-cachoeiras no meio do cânion.

É muito impressionante como que a beleza da natureza pode mudar tão rápido e de repente eu até esqueci que estava em uma ilha.

Depois de curtimos muito a praia de Preveli fomos fazer o nosso check-in no hotel em Plakias. Escolhemos ficar hospedados no Kalypso Cretan Village Resort & Spa depois de muita pesquisa. O hotel em si fica localizado em um cantinho muito especial da ilha e a vista é incrível.

Porém os quartos são bem simples e quase não possuem wifi (digo quase porque alguns quartos pertos da recepção conseguem sinal). O café da manhã não é nada espetacular nem o atendimento. Logo, você paga mais pela vista, pela piscina e pela praia do local que é também incrível.

Terminamos o dia curtindo a piscina do hotel e vimos o pôr do sol por lá mesmo. Eles também oferecem um pacote com jantar incluido (porém bebidas a parte) e comemos por lá (a comida não foi nada espetacular mas estava gostosa).

Dia 6) Praia Kalypso + Praia Ammoudi
Nosso último dia inteiro na Ilha de Creta foi dividido entre curtir a praia do nosso hotel e conhecer a praia Ammoudi que ficava ali perto também.

A praia Kalypso do nosso hotel esta localizada entre a vila de Plakias e a praia de Preveli. Ela é toda cercada por pedras altas e a história até diz que o pequeno porto foi usado como abrigo por piratas há cerca de 30 anos.

A praia é ideal para mergulhar nas profundas águas azuis e o local também oferece cursos de mergulho, beach bar e espreguiçadeira + guarda-sol (por 10 euros).

A segunda parte do nosso dia foi dedicada à Praia Ammoudi (a menorzinha) que fica do lado da Praia Ammoudaki (a maior). As duas oferecem estrutura com guarda-sol e beach-bar. A diferença maior entre elas é o tamanho e também a cultura em si da praia.

Por exemplo, vimos algumas pessoas praticando o nudismo na praia de Ammoudi, enquanto a praia de Ammoudaki me parece ser um ambiente mais familiar com muitas crianças e etc.

Aproveitamos para relaxar e tomar nosso querido chop Alfa. Nesse dia estava ventando bastante e descobrimos que início de setembro começa a temporada de ventos por algumas das ilhas da Grécia. Mas isso não nos incomodou muito 🙂

Hora de comer e de conhecer a pequena vila de Plakias! Passeamos pela orla e escolhemos o restaurante Taverna Gioma e não nos arrependemos. O molho de alho e manteiga que eles colocam em cima dos peixes frescos é incrível! E o atendimento e vista também muito bons.

Hora de nos despedirmos de Plakias e começar a nos preparar para o deslocamento no dia seguinte.

Dirigimos até o aeroporto de Heraklion (2 horas de viagem), devolvemos o carro (sem nenhum problema) e fomos até o nosso hotel Poseidon que ficava ao lado do porto. Escolhemos esse hotel para estarmos mais perto da ferry que nos levaria até a ilha de Santorini no dia seguinte às 8 da manhã.

E assim terminou nossa estadia inesquecível pela ilha de Creta! A vontade era de ter ficado um tiquinho mais e conhecer mais partes da ilha… Quem sabe em outra vinda? 😀

Beijinhos e até mais!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.